RESOLUCIÓN SOBRE CONDUCTORES EXTRANJEROS EN BRASIL.
Autor Mensaje
Nota Publicado: Mié, 30 Oct 2013, 08:00
Administrador del Sitio
Avatar de Usuario
  • DesconectadoPerfil
RESOLUÇÃO Nº 360, DE 29 DE SETEMBRO DE 2010

Dispõe sobre a habilitação do candidato ou condutor estrangeiro para direção de veículos em território nacional.

O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO - CONTRAN, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 12, inciso I e X, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro e, conforme o Decreto nº 4.711, de 29 de maio de 2003, que dispõe sobre a coordenação do Sistema Nacional de Trânsito e, CONSIDERANDO o inteiro teor dos Processos de número
s 80001.006572/2006-25, 80001.003434/2006-94, 80001.035593/2008-10 e 80000. 028410/2009-09; CONSIDERANDO a necessidade de uma melhor uniformiza ção operacional acerca do condutor estrangeiro; e, CONSIDERANDO a necessidade de compatibilizar as nor mas de direito internacional de com as diretrizes da legislação de trânsito brasileira em vigor s, resolve:

Art. 1º. O condutor de veículo automotor, oriundo de país estrangeiro e nele habilitado, desde que penalmente imputável no Brasil, poderá dirigir no Território Nacional quando amparado por convenções ou acordos internacionais, ratificados e aprovados pela República Federativa do Brasil e, igualmente, pela adoção do Princípio da Reciprocidade, no prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias, respeitada a validade da habilitação de origem.

§ 1° O prazo a que se refere o caput deste artigo iniciar-se-á a partir da data de entrada no âmbito territorial brasileiro.

§ 2º O órgão máximo Executivo de Trânsito da União informará aos demais órgãos ou entidades do Sistema Nacional de Trânsito a que
países se aplica o disposto neste artigo.

§ 3° O condutor de que trata o caput deste artigo deverá portar a carteira de habilitação estrangeira, dentro do prazo de validad
e, acompanhada do seu documento de identificação.

§ 4° O condutor estrangeiro, após o prazo de 180 (cento e oitenta) dias de estada regular no Brasil, pretendendo continuar a dirigir
veículo automotor no âmbito territorial brasileiro, deverá submeter-se aos Exames de aptidão Física e Mental e Avaliação Psicológica, nos termos do artigo 147 do CTB, respeitada a sua categoria, com vistas à obtenção da Carteira Nacional de Habilitação.

§ 5º
Na hipótese de mudança de categoria deverá ser obedecido o estabelecido no artigo 146 do Código de Trânsito Brasileiro.

§ 6° O disposto nos parágrafos anteriores não terá caráter de obrigatoriedade aos diplomatas ou cônsules de carreira e àqueles a eles equiparados.

Art. 2º. O condutor de veículo automotor, oriundo de país estrangeiro e nele habilitado, em estada regular, desde que penalmente
imputável no Brasil, detentor de habilitação não reconhecida pelo Governo brasileiro, poderá dirigir no Território Nacional mediante a troca da sua habilitação de origem pela equivalente nacional junto ao órgão ou entidade executiva de trânsito dos Estados ou do Distrito Federal e ser a provado nos Exames de Aptidão Física e Mental, Avaliação Psicológica e de Direção Veicular
, respeitada a sua categoria, com vistas à obtenção da Carteira Nacional de Habilitação.

Art. 3°. Ao cidadão brasileiro habilitado no exterior serão aplicadas as regras estabelecidas nos artigos 1° ou 2°, respectivamente
, comprovando que mantinha residência normal naquele País por um período não inferior a 0 (seis) meses quando do momento da expedição da habilitação.

Art. 4°. O estrangeiro não habilitado, com estada regular no Brasil, pretendendo habilitar-se para conduzir veículo automotor no Ter
ritório Nacional, deverá satisfazer todas as exigências previstas na legislação de trânsito brasileira em vigor.

Art. 5°. Quando o condutor habilitado em país estrangeiro cometer infração de trânsito, cuja penalidade implique na proibição do
direito de dirigir, a autoridade de trânsito competente tomará as seguintes providências com base no artigo 42 da Convenção sobre
Trânsito Viário, celebrada em Viena e promulgada pelo Decreto n° 86.714, de 10 de dezembrode 1981:

I – recolher e reter o documento de habilitação, até que expire o prazo da suspensão do direito de usá-la, ou até que o condutor saia do território nacional, se a saída ocorrer antes de expirar o prazo;

II – comunicar à autoridade que expediu ou em cujo nome foi expedido o documento de habilitação, a suspensão do direito de usá-la, solicitando que notifique ao interessado da decisão tomada;

III – indicar no documento de habilitação, que o mesmo não é válido no território nacional, quando se tratar de documento de habilitação com validade internacional.

Parágrafo único. Quando se tratar de missão diplomática, consular ou a elasequiparadas, as medidas cabíveis deverão ser tomada
s pelo Ministério das Relações Exteriores.

Art.6°. O condutor com Habilitação Internacional para Dirigir, expedida no Brasil, que cometer infração de trânsito cuja penalidade implique na suspensão ou cassação do direito de dirigir, terá o recolhimento e apreensão desta, juntamente com o documento de habilitação nacional, ou pelo órgão ou entidade executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal.

Parágrafo único. A Carteira Internacional expedida pelo órgão ou entidade executiva de trânsito do Estado ou do Distrito Federal não poderá substituir a CNH.

Art. 7°. Ficam revogadas as Resoluções n° 193/2006 e n° 345/2010 – CONTRAN eos artigos 29, 30,31 e 32 da Resolução n° 168/2004
e as disposições em contrário.

Art. 8°. Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.






_________________
¿Te gusta nuestro foro?¿Has conseguido respuestas a tus dudas? Usa los botones de compartir en Facebook y Twitter de la parte superior para ayudarnos a crecer. Obrigado! :)


Avatar de Usuario
Registrado:
Mié, 18 Abr 2012, 08:59
Mensajes:5672País Origen:Galiza (gz) Ciudad de procedencia:
A Coruña / Pontevedra
País actual: Brasil Ciudad actual:
Balneario de Camboriú (SC)
   
Responder citando  
Re: RESOLUCIÓN SOBRE CONDUCTORES EXTRANJEROS EN BRASIL.
Nota Publicado: Vie, 30 Jun 2017, 16:25
Sin Avatar
  • DesconectadoPerfil
Buenas tardes, me acaban de dar mi permanencia temporaria por 2 años, eso quiere decir que puedo usar mi licencia de conducir uruguaya por un plazo de 180 días ? gracias


Sin Avatar
Registrado:
Jue, 04 May 2017, 13:43
Mensajes:2País Origen:Uruguay (uy) Ciudad de procedencia:
Lascano
País actual: Uruguay Ciudad actual:
Chuy - Rocha
   
Responder citando  
Abrir nuevo tema Responder
 Página 1 de 1  [ 2 mensajes ] 


¿Quién está conectado?

Usuarios navegando por este Foro: No hay usuarios registrados visitando el Foro y 1 invitado


No puede abrir nuevos temas en este Foro
No puede responder a temas en este Foro
No puede editar sus mensajes en este Foro
No puede borrar sus mensajes en este Foro